Barra Mansa inicia cadastramento do Programa RJ-PET

Barra Mansa inicia cadastramento do Programa RJ-PET

A Prefeitura de Barra Mansa, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural, iniciou nesta segunda-feira, 05, o cadastramento para a segunda etapa do Programa RJ- PET, voltado para a castração de cães e gatos resgatados por protetores independentes, ONGs (Organizações Não Governamentais) e pessoas físicas. A iniciativa é realizada por meio de convênio com a Secretaria Estadual

A Prefeitura de Barra Mansa, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural, iniciou nesta segunda-feira, 05, o cadastramento para a segunda etapa do Programa RJ- PET, voltado para a castração de cães e gatos resgatados por protetores independentes, ONGs (Organizações Não Governamentais) e pessoas físicas. A iniciativa é realizada por meio de convênio com a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, que ampliou de 10 mil para 30 mil o número de vagas disponíveis para toda a região Sul Fluminense.

De acordo com o projeto, os protetores poderão castrar até oito animais por mês, enquanto as pessoas físicas podem castrar apenas um animal nesse mesmo período. Para a realização do procedimento, o interessado deve realizar o cadastro no site https://rjpet.com.br.

Na etapa anterior do Programa, o município castrou em torno de 2,5 mil animais.  Segundo o secretário da Pasta, Carlos Roberto de Carvalho, o Beleza, diante da ampliação do número de vagas, a estimativa agora é alcançar pelo menos quatro mil animais. “Como na versão passada, vamos criar postos de cadastramento em pontos estratégicos do município. Desta maneira, ampliamos as oportunidades de castrações dos animais. O cadastramento não tem prazo de encerramento. Isso ocorre tão logo seja completado o número de vagas existentes”, destacou.

Beleza ressaltou ainda que a Secretaria estabeleceu o CastraPET, pelo número (24) 99328-3924, telefone exclusivo para agendamento de serviços e esclarecimentos de dúvidas. O telefone fixo do órgão, (24) 2106-3547, também está disponível para orientações. “É bom lembrar que os protetores que não tiverem o comprovante do trabalho, devem se encaminhar até a sede do órgão, na Rua 17, bairro São Luiz, entre 8:00 e 16:30,  visando à emissão do documento. É necessária a apresentação de identidade com foto, comprovante de residência, comprovante da prática de protetor, declaração de um médico veterinário reconhecendo o trabalho de protetor, dados completos do local de acolhimento dos animais, telefone e email”.

O Programa RJ-PET é essencial para reduzir o número de animais abandonados, ao diminuir os nascimentos não planejados e controlar o número de zoonoses. Em Barra Mansa, quatro clínicas são conveniadas ao Programa, além do Cirac (Centro Integrado de Recolhimento, Assistência e Controle de Animais Ltda).

Posts Carousel

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

Latest Posts

Top Authors

Most Commented

Featured Videos