Jogador de Volta Redonda que atua na Ucrânia fala de tensão vivida

Jogador de Volta Redonda que atua na Ucrânia fala de tensão vivida

O jovem Luan Martins, de 23 anos, não poderia imaginar que em seis meses morando fora do Brasil viveria momentos de tensão e medo na Ucrânia. Natural de Volta Redonda, ele é jogador de futebol e atua no Volchansk, time da segunda liga ucraniana. Nesta quinta-feira (24), a cidade em que ele mora, Kharkiv, na

O jovem Luan Martins, de 23 anos, não poderia imaginar que em seis meses morando fora do Brasil viveria momentos de tensão e medo na Ucrânia. Natural de Volta Redonda, ele é jogador de futebol e atua no Volchansk, time da segunda liga ucraniana. Nesta quinta-feira (24), a cidade em que ele mora, Kharkiv, na fronteira com a Rússia e que fica a 455 quilômetros da capital Kiev, registrou explosões após a invasão de tropas militares russas. Em conversa com a reportagem do Diário do Vale, o atleta volta-redondense falou sobre os ataques e a ansiedade para voltar ao Brasil.

Segundo ele, o espaço aéreo e fronteiras estão fechados. Ele tem mantido contato com a embaixada brasileira através de um grupo no aplicativo de mensagens Telegram.
– A cidade está fechada, espaço aéreo fechado e fronteiras também. Então não sabemos o que fazer por agora. A embaixada tem mantido contato, onde estou em um grupo deles do Telegram e estão passando algumas instruções. Só queremos sair daqui o mais rápido possível. Se Deus quiser vamos conseguir e a embaixada brasileira vai nos ajudar – disse, confiante.

O jogador revelou que a situação é tensa, apesar das pessoas tentarem se manter tranquilas. Ele já ouviu alguns barulhos de explosões, mas por enquanto, revela que a rotina das pessoas está normal.

O atleta disse que vive com a esposa em um apartamento em Kharkiv, mas que ela foi para o Brasil e que iria retornar em março, mas que pelos ataques russos não sabe o que vai acontecer.

– Como estou em pré-temporada, ela ainda permanece no Brasil e não retornou ainda. Ela viria agora no mês de março, mas pelo jeito vai ter que adiar o retorno. Ainda bem que ela está ficou no Brasil – disse, aliviado.

O volta-redondense contou que o seu clube está dando apoio aos jogadores, principalmente os estrangeiros. Somente onde ele joga são cinco brasileiros. O atleta disse que seus familiares estão preocupados com a situação, mas que tem tentado manter contato com eles para tranquilizá-los.

Luan começou na base do Volta Redonda e depois seguiu para Vasco, Fluminense e Cruzeiro. Depois, retornou ao Voltaço onde se profissionalizou e permaneceu por dois anos. Livre no mercado, o jogador assinou com Volchansk no ano passado, chegando à Ucrânia em agosto de 2021.

Posts Carousel

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

Latest Posts

Top Authors

Most Commented

Featured Videos